Poema ARU, anda!

  • Post published:01/05/2012

Poema

ARU, anda!

*Recebido por Cleber Francisco (Marashitan)

Espírito: Kindé

Data: 19/04/2012

Era noite, como muitas outras que não passavam! O frio, o medo eram as únicas companhias que não me abandonavam…

Saudades avassalavam-me a alma! Lembrava-me do sol e da brisa, da água nem dizia…

Não sabia se estava morto ou vivo! Já que fome não sentia, mas vivia…

Vez ou outra pressentia! Se, era luz não via…

Na escuridão! Gemia…

Escutava, depois dormia! Sonhava com alguém que dizia, anda, anda…

Mais uma vez, acordava e não via! Mas vivia o medo no frio, cem dias…

Passava o tempo, e eu ali, dizia! Deus, Jesus, onde estás…

Reza, reza, reza! Nesse momento, mais uma vez alguém dizia…

Prece, prece! Na correria, o pensamento esquecia…

Desanimado, novamente dormia! Acordei, agora sem saber se era noite ou dia…

Sem abrir os olhos, sentia! Areia fria e macia…

Luzes e vozes! Via e ouvia, era alguém de barba branca que de braços abertos dizia,

Anda ARU, anda…

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

SENHORA DA LUZ – QUEM ÉS? – Eu sou a Umbanda – Vibração mágica de amor e força – ELO envolvente que atinge a tudo e a todos! Como Expressão e Regra , sempre me apresentei Velada pelo próprio Manto do