top of page

O Valor da Vida – uma mensagem de esperança e superação

Mensagem recebida no rito de Louvação ao Orixá Ogum do dia 04/06/24


A dimensão do tempo é sentida de maneiras distintas em diferentes instâncias espirituais. Seja para os encarnados, desencarnados nas zonas do umbral, nos Campos de Socorro, nas áreas destinadas ao estudo ou em planos mais sutis (com mais energia e menos matéria). Cada local tem seu próprio funcionamento.


Na Terra, vocês conhecem dimensões como comprimento, largura e profundidade. No entanto, existem locais com mais dimensões, impossíveis de explicar de modo compreensível para vocês. Antes de chegar à existência atual, você já passou por experiências em diferentes locais, incluindo outros planetas. Contudo, há leis universais, como a de causa e efeito: toda ação gera uma reação. Cada escolha ou omissão tem consequências que se manifestam em algum momento, podendo ser na mesma encarnação ou em uma posterior.


Para alguns, é apenas após desencarnarem que colhem os frutos das sementes que plantaram, sejam elas boas ou más, ou melhor, confortáveis ou desconfortáveis. Afinal, outra lei é a do Amor: tudo que acontece é sempre o melhor. Se isso não é entendido em uma determinada circunstância, é porque a visão de quem interpreta não alcança os desígnios do Pai, que é a força criadora de puro amor.


Há quem se revolte por não compreender isso, sem saber que nenhuma folha cai sem a vontade de Deus. Carma não é um débito a ser pago como punição, mas uma oportunidade de aprendizado. A experiência na Terra é uma grande chance de crescimento. Se um desafio surge e a pessoa não aprende o necessário, ele se repetirá até que ela aja de forma diferente e evolua.


Muitos não têm consciência de vidas passadas, o que é uma bênção, e não entendem as dificuldades que enfrentam ou que seus entes queridos enfrentam. Há quem veja o sofrimento apenas como sofrimento, acontecendo de forma arbitrária, e se revolte com a falsa sensação de injustiça. Deus é amor e justiça. Lembrem-se disso nos momentos difíceis, pois nesses momentos é mais difícil manter a fé.


Eu fui uma dessas pessoas que, com visão limitada, revoltei-me e prejudiquei a mim e aos outros ao meu redor. As consequências dos meus atos machucaram as pessoas que eu mais amava mas, eu estava cego pela dor. Sentia-me abandonada por Deus, depois achei que Ele fosse cruel e, por fim, duvidei de Sua existência. Imaginar que a vida continuaria após a desencarnação estava longe dos meus pensamentos. Cometi o maior crime: tirei minha própria vida. Ignorei que meu corpo era um presente para minhas experiências de aprendizado na Terra.


Em meu sofrimento, me matei, mas meu espírito não morreu. Encontrei uma realidade muito mais penosa. Levei a alegria de viver da minha família, que ficou devastada e se culpava por uma escolha que foi unicamente minha. Hoje, escrevo com clareza, após anos de recuperação. Antes de transmitir estas palavras, passei por momentos difíceis, muitos dos quais não consigo detalhar, pois fiquei inconsciente por muito tempo. Tudo que eu sentia era um desespero profundo. O tempo que eu teria de vida na Terra foi passado em uma das zonas do umbral, para onde vão os suicidas. Durante esse período, não podia ser resgatado, pois não conseguia ver seres de nível evolutivo superior e ainda estava preso ao cordão que me ligava à vida terrena e só poderia ser desfeito passado o tempo programado para a encarnação que eu interrompi.


Infelizmente, não foi a primeira vez que cometi essa atrocidade contra mim e contra as leis divinas. Diante das dificuldades de um  primeiro suicídio, não consegui superar e fazer diferente em uma segunda oportunidade, apesar do amparo dos amigos espirituais que me amparavam mas eu não enxergava. Há livros que descrevem a experiência de outros suicidas, então não vou me alongar aqui com informações detalhadas que podem ser encontradas em outras fontes.


Hoje venho para agradecer a misericórdia divina que me permitiu generosamente outras oportunidades de aprendizado, que incluem a possibilidade de ajudar pessoas que sofrem para que não tirem a própria vida, como eu fiz. Tenham a certeza de que a vida continua e a realidade se torna ainda mais desafiadora para aqueles que tiram a própria vida. Hoje, trabalho com uma equipe que promove a conscientização a respeito do valor da vida. Quero trazer a mensagem de que tudo passa e nenhum sofrimento dura para sempre. O sol brilha todos os dias, e cada dia é uma nova esperança. Acreditem, vocês podem superar qualquer desafio e sair vitoriosos. Nos momentos de desesperança, rezem. Deus está sempre com vocês. Não se fechem em seu próprio mundo. Peçam ajuda. Não sofram sozinhos. Há pessoas que amam e se importam com vocês. Quando estiver difícil seguir por si mesmo, pense nessas pessoas e siga por elas.


Que as bênçãos do Pai sejam percebidas e recebidas por cada um de seus filhos.

Agradeço pela oportunidade de compartilhar estas palavras com vocês.


Felipe de Jesus.

 

 

23 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Centelha divina

Mensagem recebida no rito de Louvação ao Orixá Ogum do dia 05/03/24 A paz mundial começa no coração de cada um. Para um mundo em harmonia, busque a harmonia dentro de você. Para um mundo em equilíbrio

Boas vindas

Mensagem recebida no rito de Louvação ao Orixá Ogum do dia 20/02/24 Louvado seja Jesus! Boas vindas a todos que retomam hoje ao terreiro para servir, para receber, para agradecer, para se conectarem c

O Renascer

Mensagem recebida no rito de Louvação ao Orixá Ogum do dia 12/03/24 Renascer é o momento de reencontro com você mesmo e com seu futuro. Simboliza a transformação de um plano pré estabelecido para uma

1 Comment


Obrigada pela oportunidade da leitura. Pedir ajuda foi uma orientação importante para . endenter que outro caminho é possível . Abraços Fraternos.

Like
bottom of page